Metodologia de atuação

Identificar as violações, acionar os responsáveis e contribuir de alguma forma na busca de soluções - não somente para os problemas pontuais, mas visando provocar mudanças no quadro conjuntural - é a forma que a instituição se empenhamos em executar as articulações, ações e projetos.
 

Territórios
A atuação da ComCausa se da a partir da Baixada Fluminense - tradicional celeiro de movimentos que lutam para consolidar seus direitos - deu-se pela necessidade de enfrentar a fragmentação geopolítica e a dificuldade de comunicação, aspectos que dificultam a discussão sobre a consolidação de direitos para a região como um todo.
 

Ação, reflexão, educação e articulação
O amadurecimento e a postura reflexiva constante da ComCausa - considerando as dinâmicas da sociedade - sempre avaliamos a nossa forma de atuar. Assim a metodologia sistematizada em linhas de AÇÃO, REFLEXÃO e EDUCAÇÃO buscam facilitar as avaliações e estratégias da forma da Instituição obter melhores resultados. Nesse processo, tornou-se imprescindível a construção de canais de ARTICULAÇÃO, uma grande rede de parceiros institucionais ou militantes que contribuem para consolidar uma cultura de direitos, enfrentando as violações, resgatando a autoestima e empoderando a sociedade.

 

Frentes temáticas de atuação
Com os retrocessos em políticas sociais e desmonte de equipamentos públicos de garantia de direitos fez com que a ComCausa retomasse o debate e atuação em frentes de garantia e promoção de questões como igualdade racial, LGBTs, mulheres, criança e juventude, entre outras temáticas específicas.

 
`Parte das reportagens sobre ações da ComCausa

 Ação ComCausa 

 

Interferir rapidamente com ações é uma das formas de promoção e defesa dos direitos.

Nas vivências da ComCausa, percebemos o quanto é importante promover AÇÕES que exponham para a sociedade temas que impactam diretamente a vida das pessoas.

 

Campanhas, atos públicos, manifestos, caminhadas, apoio nas tragédias coletivas e individuais, realização de eventos sociais e culturais, entre tantas outras ações. Todas essas práticas são instrumentos de mobilização fundamentais para qualquer Instituição que pretenda trabalhar com as temáticas dos direitos humanos e consolidação da cidadania plena.

 

As questões chegam até a ComCausa e, em geral, tem uma AÇÃO como resposta mais imediata. Entretanto, o desafio é que esta AÇÃO não tenha fim em si mesmo, mas que promova um processo REFLEXIVO que contribua para desdobramentos efetivos.

 

A AÇÃO é imprescindível, mas sem a REFLEXÃO não é possível promover mudanças conjunturais reais e necessárias para a construção de uma cultura de direitos humanos e cidadania para nossa sociedade. 

 

 Reflexão ComCausa 

 

A partir das AÇÕES da ComCausa, buscamos provocar a REFLEXÃO sobre a conjuntura e a sua relação com os direitos humanos.

 

Em vários momentos, mesmo em oficinas esportivas e culturais, ou em eventos mais descontraídos, a ComCausa busca criar espaços para promover a REFLEXÃO sobre os mais variados temas. Isso porque entendemos que as AÇÕES, isoladamente, sem que haja uma ponderação sobre os direitos, não são plenamente eficazes. Sempre buscamos que a REFLEXÃO esteja presente em todas as nossas atividades e provoquem debate sobre os diversas questões que envolvem os direitos humanos no cotidiano da sociedade.

 

Mesmo nos atendimentos pontuais, por meio do qual muitas vezes chegamos à solução do problema individual, se não houver reflexão sobre a situação relatada, aquela experiência não é perpetuada e a situação vivida acaba se perdendo ou se repetindo.

 

Dessa forma, a ComCausa sempre busca a REFLEXÃO a partir da promoção ou participação em fóruns, debates, conferências, palestras, audiências públicas, atividades socioculturais temáticas, entrevistas, pautas na imprensa, entre outros.

 

Entretanto, torna-se cada vez mais necessário o aprofundamento nas temáticas dos direitos humanos e da cidadania plena como instrumento de formação para a efetivação de uma ‘Cultura de Direitos’ na sociedade. Foi isso que fez com que a ComCausa procurasse, além de suas AÇÕES pontuais, empenhar-se em provocar mecanismos de REFLEXÃO e ampliar sua atuação na área da EDUCAÇÃO em direitos humanos.

Reportagens reflexão ComCausa
 
Educação direitos humanos ComCausa

 Educação ComCausa 

 

A mudança conjuntural cultural na sociedade somente é possível com a educação transformadora.

 

A partir da experiência da ComCausa nos últimos anos, concluímos que abordar a intersetorialidade e a complementaridade dos Direitos Humanos através da EDUCAÇÃO - formal ou não - é em dos modos mais eficazes para que a ‘Cultura de Direitos’ seja apropriada e exercida de maneira protagonista pelas pessoas.

 

Assim, sistematizamos em nossa metodologia a interdisciplinaridade nos ‘Projetos de Formação e Educação’. Criamos ciclos completos de procedimentos, sempre considerando o objetivo principal e o perfil do público participante.
 

Para efetivar esse processo, contamos com profissionais e colaboradores - em sua maioria, militantes sociais - com forte conteúdo teórico, mas também com vivências pessoais que fortalecem um elo com o público-alvo. Logo, criar laços entre conteúdos teóricos e práticos, com identificação regional e troca de experiências, mostrou-se extremamente eficaz. Cunhamos assim um processo construtivista com identificação, apropriação, reflexão, empoderamento e muita vontade de construir.
 

A melhor maneira de criar cidadãos detentores e promotores de direitos é através de uma EDUCAÇÃO atrativa que respeite as diversidades socioculturais e territoriais. Somente assim, faremos enfrentamento real à cultura da violência, do desrespeito, da exclusão territorial e social, e efetivaremos uma Cultura de Direitos para nossa sociedade.

 

 Articulação ComCausa 

A grande maioria das intervenções somente é possível com o estabelecimento de parcerias nos diversos territórios e temáticas que a ComCausa busca atuar.

 

Construindo com instituições, movimentos, grupamentos sociais informais e militantes uma relação baseada na troca de experiências, respeito e apoio mútuo. Buscamos, a partir disso, enfrentar as dificuldades, os preconceitos regionais, rompendo com o estigma de uma posição passiva diante das dificuldades, com a finalidade de constituir uma rede pela Cultura de Direitos Humanos e cidadania plena.


Estas associações são imprescindíveis para facilitar o acesso das pessoas aos projetos e programas promovidos por esta rede, principalmente pelas complexidades das temáticas, além das especificidades do território prioritário de atuação da ComCausa, com treze municípios e quase quatro milhões de habitantes.
A finalidade é que, gradualmente, se rompam os estigmas e, assim, prevaleça uma cultura de direitos humanos a partir da Região Metropolitana, refletindo em outras regiões do estado e país.

Reconhecimento público | 2009
 

 Frentes temáticas de atuação 

Com os retrocessos em políticas sociais e desmonte de equipamentos públicos de garantia de direitos fez com que a ComCausa retomasse o debate e atuação em frentes temáticas.

 

Tal segmentação se refere ao fortalecimento de direitos conquistados e que tem sido objeto de ataque pela onda de conceitos reacionários que parte da sociedade tem se posicionado. A garantia e promoção de questões como liberdade religiosas, igualdade racial, lgbts, mulheres, população em situação de rua, criança e juventude, entre outras temáticas específicas.

Foram criadas as Coordenadorias Temáticas conforme o regimento interno da ComCausa. Apesar de tratar dos assuntos segmentados em núcleos, se mantem o princípio institucional da indivisibilidade de direitos.

Assim, as ações, projetos e programas continuam baseados na intersetorialidade, mas alinhados as necessidade de determinados setores da sociedade.

Acompanhe em frentes temáticas | www.comcausa.net/frentes

 

 Comunicação de interesse público 

A ComCausa usa o campo da comunicação de interesse público por ser área estratégica para construção de uma sociedade mais democrática com cultura de direitos.

O campo da ‘comunicação de interesse público’ é uma área estratégica para construção e consolidação de uma sociedade democrática, que contribui para desenvolver um estado de direito justo e participativo, onde os processos de comunicação entre o governo e o cidadão contribuem para o benefício comum.

Considerando a invisibilidade e estigmas das regiões e temas de atuação da ComCausa, a instituição se dedicou a criar mecanismos de capacitação e canais próprios, como jornal impresso, materiais específicos, página de internet, portal de notícias e uma ampla atuação em redes sociais de internet. Além de campanhas institucionais em materiais temáticos com a promoção e defesa dos direitos humanos. Além desses, se estabeleceu uma rede de relações de articulação com instituições de imprensa que em muitas vezes agem como meios de promoção de debates, até servido como instrumento de pressão e exigibilidade.

Nestes anos, a ComCausa produziu e contribuiu em diversas pautas e documentários, em muitas vezes sem mesmo a instituição ter presença registrada por várias questões. Tais pautas buscam ajudara na cobrança, principalmente, de respostas do poder público e construção da reflexão sobre direitos na sociedade.

ComCausa | Prêmio de Mídia Livre

Desde de 2017, todos os conteúdos da ComCausa stá licenciada com Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ComCausa no O Globo | 11 de dezembro de 2007

Primeira matéria reconhecendo a ComCausa como

um movimento pelos direitos humanos da Baixada

O Globo | 09 de dezembro de 2007

​A forma de comunicação da ComCausa, já em 2009, foi escolhida como Ponto de Mídia Livre pelo Governo Federal, entre mais de quatrocentas iniciativas de todo o país, alcançamos o 11º lugar.

 

A instituição também foi escolhida como novo ‘Ponto de Cultura’ do Estado do Rio com o projeto Comunicando ComCausa. 

Feira Alternativa no Gato Negro Pub

1/6
Please reload

ComCausa 

Rua da Engenharia 30 

Alto da Posse - Nova Iguaçu / RJ

Cep 26022-770

Telefones:

+55 21 4502 4492
+55 21 99957 3821 (Whatsapp)