Audiência sobre Brumadinho tem bate-boca na Câmara


Bate-boca entre deputado federal André Janones (Avante-MG) e o secretário de Estado de Meio Ambiente Germano Luiz Gomes Vieira esquenta os ânimos em audiência pública na Câmara dos Deputado para tratar sobre o desastre de Brumadinho, na região metropolitana. As acusações do parlamentar também recaíram sobre o presidente da mineradora, Fábio Schvartsman, presente na audiência. “O que o povo brasileiro fala lá fora é que vocês dois são bandidos, assassinos e que deveriam estar presos”, disse Janones. O rompimento da barragem da Vale, na Mina Córrego do Feijão, deixou 166 mortos e 155 pessoas continuam desaparecidas.

“O senhor representa uma empresa que visa o capital, o lucro acima de tudo. O senhor junto com esse moleque, que se diz secretário, que parece se sentir muito à vontade aqui, com parlamentares da oposição e da situação, devido ao relacionamento dele no governo Pimentel e mantido por esse governador que se diz novo, mas que está reaproveitando tudo que tinha de pior na gestão passada”, ressaltou Janones. Ele afirmou também que a Vale avaliou que “valia a pena matar 300 pessoas”.

O parlamentar disse que torce para que, da próxima vez, os dois compareçam à audiência de algemas. Num discurso de mais de quatro minutos, ele citou também o fato de o irmão do secretário de Meio Ambiente ser funcionário de uma mineradora. “É um analfabeto funcional que está aqui só para servir aos interesses das mineradoras”. E disse que Zema está prestes a demitir o secretário.

O deputado encerrou sua fala acusando a mineradora de tentar retirar o Ministério Público das ações e questionando ao presidente da Vale quem deve ser punido pela tragédia. “Quem deve ser punido já que a Vale não deve?”. Ele se dirigiu também aos representantes do Ministério Público. “Quais os elementos faltam para que o Ministério Público possa pedir a prisão desses bandidos?”, disse

Janones está em seu primeiro mandato e ficou famoso nas redes sociais depois de se tornar uma das lideranças na greve dos caminhoneiros, em maio do ano passado. Em sua página do Facebook, ele tem mais de 1 milhão de seguidores e acabou como o terceiro deputado federal mais votado em Minas.

Vieira rebateu as acusações do deputado. Ao ser chamado de “moleque”, respondeu ter 37 anos e ser funcionário de carreira do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), sem filiação a partido político. “Não sou filiado, nunca fui, não é do meu perfil, não sou contra quem seja, mas não é minha vocação. Respeito os parlamentares. Estou aqui como servidor de carreira do Sisema”, disse.

#ComCausa

#Brumadinho #AudiênciaPública #Câmara #ComCausa #FórumGritaBaixada #AndréCeciliano #4ªRegião #AdrianoDias #AdrianaDias

ComCausa 

Rua da Engenharia 30 

Alto da Posse - Nova Iguaçu / RJ

Cep 26022-770

Telefones:

+55 21 4502 4492
+55 21 99957 3821 (Whatsapp)