Crianças pagam caro por rodízio de padrastos diz delegado


“Crianças pagam caro por rodízio de padrastos em casa”, diz diretor de comunicação da Polícia Civil do DF

As opiniões do diretor de comunicação da Polícia Civil do Distrito Federal, delegado Miguel Lucena, no início desta tarde causaram revolta no grupo de Whatsapp da Comunicação da Polícia Civil. Lucena afirmou que as “crianças estão pagando muito caro por esse rodízio de padrastos em casa”, alegando ser responsabilidade da mulher casos de estupro contra seus filhos dentro de casa. Após a divulgação da nota pela Coluna, Lucena foi exonerado.

Em questões de segundos o comentário foi rebatido por várias jornalistas que acompanham o grupo. O delegado continuou dizendo que as pessoas são da “turma do politicamente correto, essa praga que assola o mundo”. Na sequência, diante da polêmica, Lucena ressalta que não fala em nome da Polícia Civil, apenas emite opinião “pessoal”. “Não sou machista, nem defendendo bandido. Só acho que precisamos avançar nas discussões sobre as responsabilidades de todos com os rumos da sociedade”, disse.

“A vítima é a criança. A mãe, às vezes, é co-responsável e cúmplice”, escreveu Lucena. Questionado se realmente pensa que a culpa é da mulher, ele responde: “Depende. Se leva o primeiro que encontra no bar para dentro de casa, é”, admitiu. Lucena ainda se defende alegando que os jornalistas que acompanham o grupo estão “acostumados com hipocrisia”. Após a discussão, o delegado deixa o grupo.

- ComCausa.net/alienacaoparental

#AlienaçãoParentalBasta

#AlienaçãoParental #andréceciliano #BaixadaFluminense

ComCausa 

Rua da Engenharia 30 

Alto da Posse - Nova Iguaçu / RJ

Cep 26022-770

Telefones:

+55 21 4502 4492
+55 21 99957 3821 (Whatsapp)