O que fazer para mudar a realidade da população em situação de rua?


O aumento de pessoas em situação de rua cresceu com o passar do tempo. Segundo dados do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), desde 2014 a população de rua em Niterói, cidade que pegamos como exemplo, cresceu em 40%, com mais de 500 pessoas vivendo embaixo de marquises, viadutos e em praças da cidade.

Muitos vendedores se incomodam pelo fato desses moradores de rua dormirem na porta de seus estabelecimentos, pois alegam que a presença dos desabrigados afasta clientes e causa queda no faturamento. Locais do centro de Niterói como a Amaral Peixoto, por exemplo, se transformam em dormitórios para moradores de rua.

A população niteroiense lamenta quer saber se algo é feito pelas autoridades competentes para mudar essa situação.

“O fato é que isso é um problema social muito grave. É muito fácil se revoltar e questionar. Difícil mesmo é fazer algo que realmente solucione esse problema”, disse Rosana Silva, professora.

O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) afirma que promove ações frequentes para acolher pessoas em situação de rua.

“Todos os dias são feitas abordagens em diversos pontos da cidade, essas pessoas que ainda permanecem nas ruas de Niterói são oriundas de outros municípios. Estamos com uma demanda muito grande de pessoas que vieram do Rio de Janeiros depois das olimpíadas”, disse Gleison, coordenador de abordagens do centro POP.

O Centro POP encaminha para os abrigos apenas em última instância. Quando a pessoa em situação de rua é abordada, ela recebe serviços como higiene pessoal e alimentação. Em caso de convencimento o morador de rua é imediatamente direcionado a uma assistência social para os devidos procedimentos.

#ComCausa

#CentroPOP #POPRua #AdrianoDias

ComCausa 

Rua da Engenharia 30 

Alto da Posse - Nova Iguaçu / RJ

Cep 26022-770

Telefones:

+55 21 4502 4492
+55 21 99957 3821 (Whatsapp)