Risco de meningite nos presídios do Rio

10.04.2019

Foi confirmado pela Coordenação de Saúde da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária o óbito de um preso, por meningite bacteriana, na Cadeia Pública Paulo Roberto Rocha, no Complexo Penitenciário de Gericinó. O segundo óbito está sendo investigado através de exames médicos. 


Em contato com o subsecretário Adjunto de Tratamento Penitenciário, inspetor de Segurança Penitenciária Gilson Nogueira, a diretoria do SindSistema obteve a resposta de que todas as providências possíveis estão sendo tomadas para solucionar o problema o mais rápido possível. Tanto os internos da unidade, como os servidores que tiveram contato com os presos estão sendo medicados com Cipro 500, e duzentas máscaras foram disponibilizadas para uso dos servidores na SEAP-PR, em Gericinó.

 

Acautelamentos, visitas e saídas de presos para o Fórum estão suspensas. O subsecretário Gilson informou que nessa quarta-feira (10) participará de reunião com a desembargadora Maria Angélica, o secretário de Saúde do Estado e o secretário de Estado de Administração Penitenciária para tratar das ações. O presidente do Sindicato, Gutembergue de Oliveira, está mantendo contato com a Coordenação do Centro de Informações e Estratégias em Vigilância e Saúde (CIEVS). Atualmente subordinada diretamente à Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS) da Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ), que desenvolve suas ações de forma integrada com os setores da SES-RJ, especialmente as áreas técnicas de Vigilância Epidemiológica e Ambiental. 


A Diretoria do Sindicato informou que estará em contato direto com os órgãos da Secretaria de Administração Penitenciária para posteriores esclarecimentos à categoria.

 

#ComCausa

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Últimas notícias

Please reload

Please reload