Espaço cultural em Mesquita será reativado

17.06.2019

A Baixada Fluminense sempre foi conhecida pelas suas diversas iniciativas culturais. Os movimentos de cine clubes, saraus de poesia e iniciativas de promoção de vertentes musicais como o reggae, que destacou positivamente Belfod Roxo para o mundo todo com bandas como Cidade Negra, O Rappa, Negril, KMD5, entre outros.

 

As bandas de rock sempre se destacaram na região, centenas de músicos fazem o som que vai para muito além das garagens da região. Como por exemplo, a banda Confronto, com mais de 20 anos de um dos nomes mais respeitados da cena metal hardcore com projeção em diversas turnês internacionais. Além de outras como o Unabomber, que recentemente voltou a atividade com um excelente trabalho, destaque para a música “Guanabara”, que fala da falência do estado provocada pela corrupção no Rio de Janeiro.

 

Os espaços culturais alternativos também merecem destaque. Desde o Caverna I, em São João de Meriti, passando pelo Calipso, um dos primeiros vídeo bar da Baixada e do Rio, na década de 80. Os espaços Canil e Bar da Sônia, em Mesquita, e a Hillo´s Rock entre os anos 90 e início dos anos 2000. Chegando a uma das maiores aglomerações que era a Passarela do Rock na cidade de Mesquita.

 

Hoje são vários os espaços em toda a região que abrem para a música alternativa, principalmente o Rock, como o StudioB, Gato Negro Pub – do Felipe do Confronto e Norte Cartel -, Galpão 252 e Ananias Bar, somente para citar alguns.

 

O Viaduto do Rock veio a preencher a falta dos eventos da Passarela em Mesquita. Feio de baixo do principal travessia da cidade, próximos as duas praças do município, tinha interrompido as atividades culturais no final de 2018.

 

 

Volta viaduto

Em um a parceria com a ComCausa, um dos ‘points rock’ mais importante na história da cultura alternativa da Baixada voltará no final de junho - link do evento. “A proposta é reativar o espaço para o Rock quinzenalmente e abrir espaço para outras culturas. Além de buscar outros parceiros para tornar o espaço um centro para acolher iniciativas, além de culturais, também socioeconômicas” – diz Adriano Dias, fundador da ComCausa – “O local é estratégico, pois se liga com quase todo o Rio e Baixada pela linha férrea. O local vai acolher também os artistas do trem, de rua e iniciativas empreendedoras artesanais”.

 

Já Álvaro Alvim, que tem cuidado do local, que é Patrimônio Cultural Ferroviário, pois está na malha da concessionária SuperVia, “o importante é garantir que o espaço não se torne um problema para Mesquita, e sim uma solução com cultura”.

 

Estão programadas duas atividades, uma no dia 23 de junho, onde haverá apresentação de bandas e de vídeos, lembrando os emblemáticos roqueiros André Matos e Serguei, falecidos recentemente. O outro encontro será no dia 06 de julho com a 5ª edição do Rock Contra a Fome, feito em parceria com a ONG Comunidade do Rock, celebrando o mês do Rock. As duas atrações serão gratuitas e se iniciarão sempre a partir das 18h encerrando às 22h.

 

O Espaço BXD fica Avenida Baronesa de Mesquita 62, no centro de Mesquita, e a página do projeto é comcausa.net/passareladorock ou no link do evento no Facebook.

 

Mais informações pelo telefone whatzapp da ComCausa 21 98837 9410

 

#ComCausa

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Últimas notícias

Please reload

Please reload